Por Upsocl
22 febrero, 2021

Stephanie Fuchs viajou para a Tanzânia, na África Oriental, como assistente de investigação para um projeto de conservação marinha. Um dia, estava passeando e se deparou com Sokoine, aquele que seria o seu marido. “O que me atraiu nele foram os seus olhos. O seu olhar firme e tranquilo”, disse a mulher. Hoje ele tem até um filho.

Há um tempo te contamos a aventura de uma inglesa que foi viver no Amazonas porque se apaixonou por um jovem peruano e que o amor não tem limites geográficos. Hoje, voltamos a demonstrar isso com uma nova história de amor. Dessa vez a trama se desenvolve na Tanzânia, um país da África Oriental onde chegou uma mulher alemã e se apaixonou à primeira vista pelo seu atual esposo, um homem que pertence à tribo masái. Eles já estão há nove anos juntos e têm um filho.

@masai_story / Instagram

Stephanie Fuchs (34) e Sokoine são a prova viva de que o amor supera tudo. Ela é da Alemanha e conheceu o seu atual esposo em 5 de janeiro de 2011, quando viajou até a Tanzãnia como assistente de investigação para um projeto de conservação marinha. O homem, por sua vez, trabalhava como segurança de um centro de mergulho na região, segundo a mulher conta no Instagram.

Stephanie chegou com os seus companheiros de investigação até a aldeia de Utende. Se instalaram e ela decidiu sair para percorrer o lugar. Falava o suajili – a língua da Tanzânia – com perfeição porque tinha estado há um ano em outro acampamento. “Já tinha me apaixonado pela Tanzânia, Tinha me apaixonado por sua gente maravilhosa e pela sua natureza selvagem incrível”, contou a mulher em uma publicação que subiu para a popular rede social de fotografias e vídeos.

@masai_story / Instagram

Seguiu o seu percurso pela natureza e se deparou com um grupo de homens masái, uma tribo na Tanzânia que tem umas 880.000 pessoas. Eram três os representantes que Stephanie viu, mas só um chamou a sua atenção. Era Sokoine. “O que me atraiu nele foram os seus olhos. O seu olhar tranquilo e firme, que exaltava tanta paz e confiança”, disse a mulher no Instagram.

Os dias passaram, mas Stephanie não conseguia esquecer Sokoine. “Passaram algumas semanas e minha fascinação por Sokoine só ficou mais forte”, disse. Ainda assim, lhe dava vergonha se aproximar dele.

@masai_story / Instagram

Um dia, a alemã estava passando um tempo no restaurante com um amigo da região e de repente entra Sokoine. O seu amigo lhe disse “oh, veja, aí vem o seu masái”, ela, surpresa, pergunta a ele por que diz isso e ele responde “oh… você não sabe? Isso é porque você gosta!”. Se passaram alguns dias e ambos começaram a se falar. E o resto é história.

“11 meses depois, me mudaria com ele e sua família para uma granja tradicional no meio do deserto da Tanzânia”, acrescentou Stephanie na rede social.

Hoje, Stephanie e Sokoine têm nove anos de casados e têm um pequeno filho de quatro anos. Ainda que admitam que o casamento deles não é perfeito e que a vida não é um “conto de fadas”, são felizes vivendo na África Oriental.

Em uma entrevista ao Globstory, a mulher alemã mostrou a sua vida na Tanzânia e disse que, ainda que tenha que se adaptar à cultura masái, o seu esposo também deve fazer o mesmo com a dela. Só assim terão uma relação equilibrada. “Em nossa relação há certas coisas que ele faz com que outros homens masái não fazem”, explicou nessa oportunidade.

É que Sokoine participa ativamente na criação do seu filho, assim como se ele fosse um homem ocidental, ou como deveria ser. Acontece que na cultura masái, a tarefa de criar uma criança recai principalmente na mãe, mas o marido de Stephanie está derrubando esse estereótipo.

@masai_story / Instagram

Por outro lado, a relação da mulher com a família do seu esposo é bastante boa. É próxima dos seus sogros, mas principalmente da sua sogra, que pergunta a ela sempre se eles vão trazer outro pequeno ao mundo.

“A minha sogra e a avó do meu esposo estão me pressionando um pouco. Sempre que estou na cabana ouço a pergunta ‘Stephanie, quando virá o próximo filho?’, mas eu sempre saio correndo da cabana”, contou a alemã.

Por último, cabe assinalar que Sokoine é também uma excepção à regra dentro da sua cultura. Segundo contou Stephanie, ele nunca se casou com outra mulher, como costumam fazer os outros homens masái. Está completamente apaixonado por sua esposa e pela família que os três formaram.

Puede interesarte