Por Upsocl
8 octubre, 2020

É um manifesto contra a homofobia. É a comemoração do carinho entre um militar (que passou 9 meses velejando no navio Winnipeg) e seu companheiro, em 2016. Viva o amor!

A comunidade LGBT + continua em sua luta constante para combater a homofobia e a discriminação. Infelizmente, é uma triste realidade que ainda está presente em todo o mundo, mas graças ao enorme trabalho realizado tem diminuído. Nesse sentido, o Canadá foi pioneiro de várias maneiras, desde seu primeiro-ministro, Justin Trudeau, até a imagem histórica de seus militares demonstrando amor.

Esta fotografia histórica marca 4 anos, onde um oficial das Forças Armadas chega ao porto após 9 meses navegando no navio Winnipeg, e beija seu parceiro com evidente emoção. A cena particular do reencontro entre um marinheiro e seu namorado é um clássico, mas naquela ocasião ele quebrou todos os paradigmas por se tratar de um casal homossexual.

Para marcar um novo aniversário, as Forças Armadas do Canadá nos Estados Unidos divulgaram a imagem com uma bela mensagem. Que viva o amor!

Twitter Canadian Forces

Era o ano de 2016, quando o emblemático navio Winnipeg tocou no porto após 9 meses de navegação. Os fotógrafos aguardavam ansiosamente a chegada dos oficiais, para fotografar o emblemático reencontro dos casais. Todos esperavam o clássico, mas a diversidade se fez presente.

Geralmente, era feito um sorteio para ver quem saía primeiro do barco: o destino tocou para o marinheiro Francis Legare. Em terra, seu parceiro, Corey Vautour, estava esperando por ele.

Aqui deixamos o vídeo do momento histórico e emocionante:

Já se passaram 4 anos, que foram festejados por toda a comunidade. Das Forças Armadas do Canadá nos Estados Unidos, publicaram a imagem com a hashtag #ProudBoys.

“Se você usa nosso uniforme, saiba o que significa. Se você está pensando em usar nosso uniforme, saiba o que significa. Amor é amor. Você sabe o que queremos dizer?

Eles ficaram em silêncio. Eles foram rejeitados. Eles nem sempre foram bem-vindos. É sobre nós, então, agora. Isso é para eles. Eles são nós mesmos”.

–escreveram no Twitter–

Twitter Canadian Forces in United States.

É uma forma de combater a homofobia, a ignorância e a discriminação.

É hora de tornar visível o amor, que sempre prevalecerá sobre tudo. Todos nós temos o direito de ser felizes.

Puede interesarte