Por Upsocl
13 agosto, 2020

Aos 18 anos, a mãe de Chris Atoki o expulsou de sua casa. “Há 4 anos estava sem lar dormindo em meu carro, tomando banho na academia, me perguntando de onde viria a minha próxima refeição. Hoje, oficialmente, sou proprietário de uma casa!”, tweetou o jovem.

Com 20 anos, Chris Atoki comprou a sua primeira casa. Embora possa parecer um marco bastante comum, para o jovem é realmente especial: durante 4 anos ele não teve onde morar, sobrevivendo com muito pouco dinheiro. Ele quase desistiu da vida, mas decidiu continuar tentando.

Quando tinha 18 anos, Chris tinha uma vida atribulada para alguém tão jovem. Levantava às 7 da manhã todos os dias para ir para a aula, que ia até às 3 da tarde. Mais tarde tinha que fazer um turno de 12 horas em seu trabalho. Tirava um cochilo e depois voltava para a escola. Precisava do dinheiro para pagar o aluguel de sua mãe. Tudo ia bem até que um dia o seu gerente reduziu o seu horário de trabalho.

Twitter @KingAtoki

Somente duas semanas depois, o seu empregador lhe deixou ir porque não estava trabalhando tempo suficiente. “O único trabalho que tinha era encher caminhões e ainda ia para a escola porque isso é o que me ensinaram que tens que fazer para obter sucesso na vida. O problema é que sem fontes de renda e sem a ajuda dos meus pais, perdi ainda mais”, disse Chris no fio do Twitter.

Chris já não conseguia continuar na escola. Ainda que tenha solicitado centenas de bolsas, conseguiu apenas uma. E ainda assim era impossível.

As desgraças continuaram: depois de uma briga com sua mãe, foi expulso de sua casa. Por um tempo, tentou encontrar abrigo, mas ninguém o acolheu. “Me expulsaram em novembro. Tentei ficar no sofá de minha avó, mas não durou muito tempo. Tentei ficar com minha namorada e o pai dela não gostou’, disse Chris Atoki.

Twitter @KingAtoki

Finalmente, o seu carro se transformou no seu único abrigo. Foi então que quando se deu conta de que tinha chegado ao “fundo do poço”. “Estacionei em frente ao Walmart, com menos de um dólar na minha conta. Acredito que tinha uns U$ 0,83 ou algo assim. Sem amigos, sem dinheiro. Faminto. Chorava pensando em me entregar. Só queria dormir”, contou Atoki.

Chris pensava em acabar com a sua vida, mas quando olhou pelo retrovisor, se deu conta de que “a única pessoa com quem ele realmente podia contar era ele mesmo”. Encontrou algo pelo que lutar: ele.

Então, começou a aceitar todos os trabalhos que lhe apareciam. “Me refiro a qualquer coisa. Armazém, fábrica, empacotador de carne, assistente de DJ para casamentos, colocador de painéis solares (duas vezes), agente de seguros, etc., e, finalmente, vendedor de colchões para uma empresa onde tinha que ir conhecer os clientes”, contou.

“Foi juntando o suficiente fazendo estes trabalhos estranhos que pude pagar um adiantamento e obter outro automóvel. Fiz este trabalho por um tempo até que dirigir 600 quilômetros por dia começou a me desgastar. Finalmente, me candidatei a uma vaga na Mattress Film e obtive o trabalho”, continuou.

Twitter @KingAtoki

Chris queria seguir estudando e encontrou a Lambda School, onde podia estudar online, sem pagamento inicial e com a opção de pagar quando tivesse um salário. O único problema era que a Lambda só oferecia programas de jornada completa e Chris já passava o dia todo trabalhando.

Depois de completar a sua educação na Lambda, Chris se tornou assistente de ensino e queria retribuir isso. “Queria ajudar os estudantes a conseguir os mesmos objetivos que eu e obter a mesma orientação que queria. Fiz tudo por eles e eles sabem disso. Centenas deles.

Chris depois conseguiu um trabalho na área de tecnologia na Filadélfia. O seu salário se duplicou e ele continuou trabalhando. O seu esforço finalmente deu frutos: comprou a sua casa própria. Contra todas as previsões, teve sucesso. “Há 4 anos estava sem casa, dormindo no meu carro, tomando banho na academia, me perguntando de onde viria a minha próxima refeição. Hoje, oficialmente, sou proprietário de uma casa”, escreveu em sua conta do Twitter.

Puede interesarte