Por Upsocl
16 septiembre, 2020

Os pais de Hope o abandonaram porque pensaram que ele era um “bruxo”. A organização Land of Hope o encontrou e o ajudou a se recuperar.

Em 2016, Anja Ringgren Lovén encontrou um menino de dois anos vagando por uma aldeia na Nigéria. O menino foi abandonado pelos pais por acharem que ele era um “bruxo”, crença comum em algumas regiões da África.

Anja, diretora da Land of Hope, uma organização que resgata bebês abandonados, conversou com o portal nigeriano Vanguard, onde contou sua história que começou em 2008, quando encontrou um documentário chamado ‘The Witch Children of Africa’ e aprendeu sobre a dura realidade das crianças abandonadas, torturadas e até assassinadas por superstição.

Já em 2012 ela decidiu inaugurar a organização, ajudando mais de 100 crianças até o momento. Alguns até foram adotados por ela.

Land of Hope

“Antes do resgate de Hope, já havíamos resgatado mais de 50 crianças, que também estavam em condições precárias, mas estávamos bem preparados. Os pais de Hope não estavam na aldeia e o deixaram sozinho na rua, e os moradores alegaram que ele era um bruxo. Levamos Hope ao hospital para ser cuidado e o resto é história. Hoje, ele é um menino muito forte e saudável que adora ir à escola e brincar com seus amigos na Land of Hope”, disse Anja Ringgren Lovén ao Vanguard.

No dia 30 de janeiro, a dinamarquesa compartilhou fotos de como está a aparência de Hope hoje: feliz e radiante depois que ele esteve prestes a morrer de desnutrição e vermes dentro de seu corpo, em 2016.

Instagram @landofhope

Anja Ringgren Lovén compartilhou as imagens de Hope junto com uma mensagem repleta de alegria e nostalgia.

“Acho que a maioria das pessoas no mundo já viu ou ouviu falar da famosa imagem de Hope e a minha, onde me ajoelho diante de seu corpo desnutrido e faminto para dar-lhe água. Hoje não quero compartilhar essa foto. Em vez disso, quero compartilhar fotos de Hope como ele está hoje, 4 anos após o resgate. Um jovem muito forte, inteligente, engraçado e bonito que, apesar de tudo, sobreviveu! ”, Escreveu.

Instagram @landofhope
Instagram @landofhope

“Hope já viu muitas vezes a famosa foto dele. Ele aponta para si mesmo para dizer que é ele mesmo na foto e depois sorri, como se estivesse orgulhoso. Mas eu sei que não se trata de orgulho. As crianças nascem com a capacidade de perdoar. As crianças nascem sem preconceito. Quando as crianças aprendem o que pensar e não como pensar, falhamos como sociedade. Você acha que criamos Hope para odiar seus pais que o abandonaram, o acusaram de ser um bruxo e o deixaram sozinho na rua para morrer? Claro que não”, acrescentou.

Instagram @landofhope

Hope está melhor do que nunca!

Puede interesarte