Por Upsocl
3 marzo, 2021

“Meu corpo, minhas regras”, dizem elas.

É preciso agradecer a normalização dos corpos femininos. No passado, claramente ter um corpo perfeito gerava insegurança que se via em uma grande quantidade de mulheres, no entanto, atualmente, o movimento “Body Positive” está sendo cada vez mais parte de nossas vidas, já que é tão comum ver modelos com corpos perfeitos em propagandas ou revistas, mas agora há personalidades não estândar.

É que não são só modelos, mas mulheres que estão se atrevendo a mostrar como são, sem poses de modelo e produção , como luzes, implantes e nem edições com Photoshop. De fato, criaram um movimento para compartilhar chamado #NormalizeNormalBodies, onde publicam suas fotografias, e aceitando que os corpos femininos não são nada parecidos ao que se vê na internet.

1. O movimento #NormalizeNormalBodies busca ser uma inspiração para as demais com o fim de aceitar os seus corpos como são. Foi criado pela usuária do Instagram
@mikzazon.

Instagram: @miksazon

2. Outro dos movimentos que se relacionam é o “Body Positive”, um movimento feminista que surgiu no século XXI. O seu objetivo é que as pessoas se convençam de se adaptar como são.

Autor desconhecido, ajude-nos a encontrá-lo

3. Os seguidores desta postura têm um lema e é: “Meu corpo, minhas regras”.

Autor desconhecido, ajude-nos a encontrá-lo

4. A finalidade é lutar com padrões de beleza que são impostos pela sociedade, liberando as pessoas de seus complexos e que podem começar a falar de si mesmo e sem medo.

Autor desconhecido, ajude-nos a encontrá-lo

5. Body positive começou em 1967, envolto em uma época de discriminação pública contra as pessoas obesas e sua luta por direitos.


6. As ativistas iniciaram um pedido de respeito não só pelas pessoas obesas, mas por pessoas com cicatrizes, queimaduras e transgêneros.

Autor desconhecido, ajude-nos a encontrá-lo

7. É um movimento lindo porque ajuda as pessoas a vencer os seus conflitos de aparência para assim viverem felizes e plenamente.

Autor desconhecido, ajude-nos a encontrá-lo

8. Por outro lado, #NormalizeNormalBodies tem a sua própria conta no Instagram e em sua descrição diz: “Uma plataforma para te ajudar a encontrar uma saúde equilibrada com facilidade”.

 


9. Inclusive, há um link na mesma descrição do Instagram chamado “Hiit30”, idealizado pela mesma criadora do movimento, é um programa de 30 dias de exercícios.


10. Na página de “Hiit30” sinalizam: “Mexa o seu lindo corpo enquanto impulsiona uma mentalidade positiva e saudável”.


11. Que bom que existam estes movimentos.


12. Finalmente só somos humanos e o corpo vai mudando, a verdadeira essência é nossa alma.

 


13. Os padrões de beleza mudam segundo os requisitos socioculturais. Nos anos 90 era o boom das modelos magras. No entanto, anos mais tarde tudo mudaria.

Tik Tok: @mikazon

14. Houve um cansaço das pernas longas, fotos editadas em revistas e cirurgias plásticas custosas. Realmente eram ideais de beleza inalcançáveis.


15. Inclusive há revistas que no passado só contavam com modelos magras. Uma delas é a “Sports Illustrated”, o bom é que agora colabora de maneira ativa com modelos de tamanho grande.

Instagram: @warrior_jessica_slashes_fat

16. No entanto, é preciso encontrar um ponto médio e não chegar a nenhum extremo. A anorexia é uma doença que ameaça a vida.

Instagram: @mikzazon

17. Não há o porquê distorcer o significado do Body Positive. Não há que cair e comer em excesso e ter falta de atividade física.


18.Lamentavelmente há alguns sites do movimento que desinformam e proíbem os usuários a falar dos efeitos que a obesidade ocasiona na saúde.


19. É preciso ter claro que uma pessoa extremamente magra ou com sobrepeso coloca em risco a sua saúde.


20. No entanto, este movimento é maravilhoso e não é necessário pagá-lo, tem que segui-lo como um estilo de vida saudável.


21. O que importa não são os números, mas a saúde..

Instagram: @mikzazon

22. Este movimento ajuda a fazer com que as pessoas queiram se cuidar e ser responsáveis com a saúde, tanto física como mental sem cair nos padrões inventados.

Tik Tok: @honeybear_99 / Autor desconocido, ayúdanos a encontrarlo

23. É preciso compreender o nosso corpo.


24. Viva os corpos reais, abaixo aos estigmas.


25. É preciso se amar.


26. A influencer, modelo e jornalista, Danae Mercer, de 33 anos, se dedica a desenterrar os mitos da perfeição mediante o seu Instagram. Ela dá como conselho NUNCA se comparar com uma pessoa da internet. Também contou que sofreu de transtornos alimentares por sua obsessão pelo peso. Ela se tornou viral por mostrar os truques nas fotografias, quanto à postura, luz e retoques fotográficos.

Instagram: @danaemarcer

Esperamos que estes movimentos sigam mudando a vida de muitos pelo mundo inteiro.

Puede interesarte