Por Upsocl
1 marzo, 2021

Siti Zainah tem 25 anos e diz que depois de fazer as suas orações, uma rajada de vento a atingiu chegando ao seu útero. 15 minutos depois sentiu como o seu estômago se inchava e depois de uma hora deu à luz. A história surpreendeu a sua cidade e a própria polícia começou a investigar para esclarecer o assunto.

O fato de evitar a seguinte história com a da Virgem Maria é praticamente impossível. Segundo a bíblia, só uma vez na humanidade uma mulher ficou grávida sem ter tido relações, mas a jovem Siti Zainah assegura que algo parecido teria ocorrido com ela, só que não de uma forma espiritual.

Tribunnews Bogor

Com 25 anos, Siti deu à luz ao seu segundo bebê, só que este não teria sido fruto de nenhuma relação amorosa, mas de uma rajada de vento que a atingiu depois de uma sessão de oração. Segundo a garota que vive em Cianjur, Indonésia, depois de que tinha passado uma hora daquela estranha situação foi que deu à luz.

Siti se dirigiu ao hospital mais próximo estando na sala de parto, comentou com os médicos que ao terminar as suas orações naquela mesma tarde, uma rajada de vento entrou na sua genitália e ela começou a sentir como o seu estômago se inchava.

Tribunnews Bogor

Em questão de 15 minutos, a mulher começou a se sentir mal e foi acudida pelos serviços de emergência. Os médicos ficaram um pouco confusos porque pensavam que era óbvio que ela ia porque necessitava parir, mas Siti diz que não tinha ideia de nada.

A bebê nasceu saudável e sem complicações. A sua história se espalhou rapidamente no local chegando até as autoridades, inclusive, que fizeram a ela uma visita. Todos continuavam atônitos diante do que a mulher contava, enquanto o diretor do hospital, Eman Sulaeman, comentou que poderia ser o caso de uma gravidez críptica, que ocorre quando a mulher não reconhece que está grávida até que chega o momento de dar à luz.

Tribunnews Bogor

A polícia por sua vez, iniciou uma investigação para esclarecer os fatos com o objetivo de acabar com os rumores que estão criando notícias confusas no país sobre esta gravidez considerada não-natural.

Tribunnews Bogor

A menina é a segunda gravidez de Siti. O primeiro dos seus filhos é fruto da relação com o seu ex-companheiro e de quem se separou há quatro meses. Até agora, as suspeitas giram em torno deste namoro, mas os antecedentes ainda são muito preliminares para tirar conclusões.

Newflash

Da parte da mulher, ela segue afirmando o que viveu e sua história chega um tempo depois de que a chefe de proteção infantil da Indonésia, Sitti Hikmawatty, dizer que era possível que as mulheres ficassem grávidas se dividiam a piscina com homens de “esperma forte”, algo que também provocou muita discussão.

Puede interesarte