Por Upsocl
23 noviembre, 2020

No vídeo gravado nas ruas do México, a mulher se ajoelha na frente do seu ex, diante da atual namorada dele que exige que ela pare com essa situação.

A codependência pode ser um problema bastante sério. Embora temos a tendência em tentar normalizar isso, como uma reação do ser humano ao sentir amor por alguém, a verdade é que é uma patologia psicológica quando um indivíduo vem reprimindo grande parte de seus sentimentos durante o desenvolvimento de um relacionamento.

Ultimamente, um vídeo se tornou bastante viral onde uma mulher no meio da rua começa a assediar seu ex- namorado, querendo que ele volte com ela. A verdade é que por trás das imagens se criou um grande debate nas redes sociais sobre os diferentes pontos de vista que as mesmas pessoas têm dado a essa situação.

Twitter

Para algumas pessoas isso é bastante cômico, para outros, é preocupante, mas o que fica claro é que não é saudável ninguém levar os sentimentos que se tem por uma pessoa ao extremo de exigir o retorno, ainda mais na frente da atual namorada. 

 

O vídeo gravado nas ruas do México mostra como uma mulher implora ao ex para voltar enquanto ele insiste que não a ama, tudo na frente da atual namorada. É possível ver como a mulher deseja desesperadamente que o ex-namorado volte com ela, mas a resposta é sempre a mesma: “Não, eu não quero voltar.”

Entre os comentários na internet, muitas pessoas viram a situação como algo cômico e de pouca importância, já outras viram de outra forma o assunto, levando para algo mais profundo, pois também acontece que a sociedade vê coisas assim acontecerem e ache normal que ocorra.

Twitter

Como pode ser visto no vídeo, a maioria das pessoas na rua passam na frente e apenas olham a situação, enquanto outras começam a gravar, mas isso parece não ter a menor importância para a mulher.

Por parte dos transeuntes, dá para ouvir comentários como “Ame a si mesma, rainha”, “Não se arraste por ele”. O vídeo já alcançou mais de 440 mil visualizações no Twitter, deixando para analisar uma realidade preocupante, que pode ser expressa desta forma, mas que também pode se tornar um caso de assédio mais severo.

Puede interesarte