Por Upsocl
7 junio, 2021

“Vi sinceridade em seu coração, não era o momento de brigar, tínhamos que nos abraçar e nos ajudar”, explicou o pai, apesar de que sua filha estava hospitalizada em estado grave.

Lamentavelmente nas grandes cidades ocorrem acidentes a cada minuto. Muitos deles pela imprudência do ser humano, ainda que também pela má sorte. Às vezes não há um culpado, mas foi o maldito azar.

Assim ocorre neste caso, no bairro de Guaratuba (Colombo, Curitiba, Brasil), onde dois homens se abraçam depois de viver um momento de tragédia. Há poucos minutos que um deles tinha batido com o seu veículo na filha do outro. Apesar da tristeza, sua atitude tirou aplausos.

Longe de jogar a culpa, o pai da menina abraça e consola o motorista. A culpa o estava invadindo e não parava de chorar, mas o pai se encarregou de acalmá-lo e desculpá-lo.

Ricmais

Tudo aconteceu durante a tarde de sexta-feira passada, onde a pequena de 10 anos, chamada Haghatta, foi atropelada pelo veículo. O feito teria ocorrido por causa de uma bola, que a menina lançou sem querer ao outro lado da rua. Quando atravessou para buscá-la, já era muito tarde para tirá-la.

O motorista, que chorava desconsolado, não conseguiu frear e a golpeou com a dor de sua alma.

Segundo informaram as autoridades, não houve nenhuma infração às leis de trânsito, nem sequer um excesso de velocidade. O jovem motorista estava devidamente qualificado para dirigir.

Ricmais

O pai da pequena notou a sinceridade do motorista, que chorava sem consolo pelo trágico acidente. Então foi que se aproximou para consolá-lo. Não havia culpados nesta história.

“Vi sinceridade em seu coração, não era o momento de brigar, tínhamos que nos abraçar e nos ajudar”, comentou o pai a meios de comunicação locais.

“Não tenho que te perdoar. Você atropelou a minha filha porque queria? Não foi porque você quis. Foi uma fatalidade. Então a única coisa que lhe peço, de coração, é que orem. Reze por minha filha para que saia bem dessa e sobreviva”.

–disse o pai de Haghatta–

Aqui compartilhamos contigo o vídeo de seu sincero abraço.

O vídeo foi difundido amplamente por meios de comunicação brasileiros, tirando lágrimas de todos os telespectadores.

Ninguém está livre de protagonizar uma tragédia.

Puede interesarte