Por Upsocl
27 febrero, 2020

O viram, o ajudaram e depois de uns dias o levaram para casa. “Tano”, como se chama o velhinho, hoje tem uma cama, roupa limpa, sapatos sem furos, comida e uma linda família.

Se você acreditava que a humanidade não tinha mais esperanças, este post é para ti. Se alegre porque ainda existem boas pessoas. São casos excepcionais, desses que te deixam boquiaberto. Você se pergunta como e por quê? Assim ficamos nós ao saber desse caso notável. São dignos de se aplaudir de pé.

Esse pequeno de 4 anos convenceu a sua família de adotar um velhinho de rua. Um dia o viram, o ajudaram com algo quente, porque o frio invadia as ruas da Argentina, o conheceram e finalmente o levaram para casa. O velhinho ‘Tano’ agora tem roupa limpa, alimento, uma cama e uma linda família. O pequeno Tiziano pode ver o seu coração, além da sua aparência.

Tudo começou em uma tarde em que Florencia, junto com o seu filho Tiziano, caminhavam rumo à escola. O pequeno viu o velhinho e imediatamente eles iniciaram uma linda amizade.

Sujo, com cabelo grande, sem comida e com o frio tomando conta do seu corpo, só pedia algo quente. Nesse momento, aflorou o melhor de Tiziano e sua mãe: a bondade e a solidariedade.

Nós recuperamos a fé na humanidade.

Florencia Oleinizak

“Foi uma manhã fria, caminhávamos para a escola, passamos para comprar biscoitos que Tizi me pede todos os dias. Vimos Tano. E Tizi disse: vamos comprar algo para esse velhinho. Comprarmos biscoitos e um sanduíche”, comentou a mãe. O pequeno deu ao velhinho e lhe perguntou: “Você está contente?” Emocionado, Tano respondeu: “Sim, filho”.

      Relatou Florencia, a mãe de Tiziano, à TN

Queriam ajudá-lo no dia seguinte, mas não o encontraram. Com isso, ficaram duas semanas sem saber de “Tano”, até que voltaram a encontrá-lo.

A alegria do pequeno Tiziano comoveu sua família e, em um gesto nobre, decidiram leva-lo para a sua casa.

Florencia Oleinizak

Em uma entrevista que deram para a televisão argentina, Tano contou que lamentavelmente vivia há quase um ano nas ruas. Sua filha tinha tirado dele a casa o deixando sem nada e por isso sua vida e sua esperança estavam arrasadas.

Quando tudo estava escuro, apareceu este pequeno anjo com a sua família. Tiziano e Tano se tornaram inseparáveis e grandes amigos. Ele é parte da família, como um avô.

Florencia Oleinizak

A felicidade voltou à vida do velhinho, recuperou o seu sorriso e, além disso, ganhou uma linda família.

O gesto de Tiziano e seus pais é para aplaudir de pé. Digno de se imitar, ainda que seja em uma escala bem pequena, pois muitas vezes não nos importamos com as pessoas em situação de rua.

Puede interesarte