Por Upsocl
20 marzo, 2020

Além de ter estado 2 anos em um gueto, sem poder tomar banho nem comer o suficiente. Não dá para entender porquê as pessoas não suportam passar 2 semanas em casa para evitar o contágio do COVID-19. Ela conseguiu, todos podem.

O coronavírus deve ser uma das pandemias mais graves das que temos registro na história mais recente. Suas próprias cifras e a velocidade em sua expansão confirmam isso. Estando agora presente em todos os continentes, e especialmente sendo mortal para o caso dos idosos, doentes crônicos e outras pessoas dos grupos de risco.

GETTY IMAGES

E são mais de 227 mil casos de contágios no mundo até agora, 9.642 falecimentos a nível mundial, falam de uma realidade que preocupa, e com razão tem alarmado todo o planeta. Sendo Argentina um dos países que já tem lamentavelmente cifras de mortalidade. São 79 contágios, que incluem 2 mortes por conta do COVID-19.

Reuters

Isso motivou ao governo argentino que levasse adiante várias medidas em benefício para a população do seu país, com a finalidade de se defender desta doença que já está se tornando cada vez mais grave a nível global. Entre elas, está o chamado para o afastamento social e não sair de casa, realizando uma quarentena.

Mas todos na Argentina estão seguindo a recomendação, diversas pessoas, entre elas alguns famosos que estão impulsionando a campanha #fiqueemcasa, com a intenção de conscientizar sobre a importância de não sair de casa, para assim evitar a propagação desta pandemia.

@connieansaldi/Instagram

Segundo esse contexto, Connie Ansaldi, jornalista argentina, gravou um emocionante e potente vídeo na qual conta a história da sua avó protagonista, sobrevivente do holocausto e faz um alerta para que estejamos em casa.

“ Fale para as pessoas que fiquem em suas casas. Quantos anos a senhora ficou escondida em um poço?”

Três anos. Sem poder tomar banho, nem nada. Respondeu a sua vó

Por isso, as pessoas nas suas casas estão bem, né isso?

Como você quer comparar! Eu fiquei em um gueto, por quase 2 anos.

Viu?! Fiquem nas suas casas!

É  a conversa que teve Connie com esta senhora sobrevivente, de 93 anos.

Recentemente minha avó (sobrevivente do holocausto) me falou: “Eu estive 3 anos escondida em um poço embaixo da terra para que não me matassem e passei 2 anos em um gueto. Sem tomar banho e quase sem comida. As pessoas não podem aguentar 2 semanas em suas casas?”

Falamos muito do que está acontecendo. Ela não tem medo por ela, mas por nós sim. Cuidemos da #vó. A minha. A de todos. Os vulneráveis e os saudáveis que talvez sejam afetados. Tudo tem solução, menos a morte. 

Esta também é uma guerra contra um inimigo invisível. #EuFicoEmCasa Fique você também!❤️

O vídeo já tem mais de 290.535 de visualizações em apenas um dia. É um importante recado sobre ter consciência e mostra que é possível ficar em casa por duas semanas ou mais em quarentena, pelo bem de todos.

 

Puede interesarte