Por Upsocl
29 octubre, 2019

Para conseguir este casamento, Milad Cheshani mentiu aos familiares da pequena dizendo que tinha 22 anos

A infância deve ser lembrada como a etapa mais feliz da vida. Deve ser um período cheio de brincadeiras e risadas, sem dor nem angústia. Lamentavelmente, nem todos podem contar com esta sorte. Tem pessoas escrupulosas que não dão a minima importância em arruinar este divino tesouro só por um bem comum. Se falamos de fatos macabros, sem dúvida esse é um desses.

No Irã, um tribunal exige cancelar o casamento de uma menina de nove anos com um homem de 28. A polêmica surgiu depois que viralizou um vídeo de comemoração. Uma crueldade absurda.

@BabakTaghvaee

O registro mostra como a menor, vestida com um maravilhoso vestido, está sentada ao lado de seu esposo em um sofá. Ela não se vê nada contente com a união. Ele observa paciente o que acontece ao seu redor, sem muitas expectativas de nada. Como se isto não fosse pouco, quando o vínculo se torna eficaz, os adultos presentes começam a comemorar entre gritos e aplausos. Ninguém entende que estão arruinando a infância de uma pequena inocente.

@BabakTaghvaee

De acordo com o meio de comunicação RT, o fato aconteceu alguns dias atrás na cidade de Bahmai, divisa de Kohkiluyeh e Buyer Ahmad. E teve a participação de ambos familiares.

@AlinejadMasih

A denuncia foi realizada através do Twitter pela jornalista iraniana Masih Alinejad. <<Isto é uma festa de boda para uma menina menor de 13 anos. Chorei quando recebi este vídeo. De acordo com as leis islâmicas, uma menina […] pode casar, porém não pode escolher seu próprio vestido>>, foi a frase na qual ela compartilhou.

@AlinejadMasih

A profissional confirmou que o noivo mentiu na hora de dizer a sua verdadeira idade para a união religiosa dizendo que tinha 22 anos, só que na realidade ele tinha mais.

@AlinejadMasih

«O nome deste pedófilo de 28 anos é Milad (Shahrokh) Cheshani. É um membro do exército Basij, enquanto a menina é Fátima Sayyadi. Cheshani recebeu permissão da corte islâmica […] para se casar com esta menina menor de idade»

-Twitter da jornalista iraniana Masih Alinejad-

@AlinejadMasih

O vídeo já conta com mais de 500 mil visualizações e mais de cinco mil retweets. <<Pobre menina, nenhuma deveria passar por isso>>, <<este casamento lhe arruinará sua vida>>, <<Como seus familiares não percebem a dor que causa a ela?>>, foram alguns dos comentários na rede social. Confira a continuação.

Depois do caso se tornar público, o governo iraniano tomou medidas sobre o assunto e resolverá durante os próximos dias se cancela este vínculo ou não.

@AlinejadMasih

As crianças devem estar preocupadas em brincar e aprender coisas novas, não este tipo de situação que todos sabemos que vão arruinar sua vida. Esta união deve ser desfeita e proibida em todos os países do meio oriente imediatamente. Lutemos pelos direitos dos menores para eles terem uma infância digna e feliz.

Puede interesarte